quarta-feira, 7 de setembro de 2011


(…) Que a força do medo que tenho não me impeça de ver o que anseio.
Que a morte de tudo que acredito não me tape os ouvidos e a boca..
Oswaldo Montenegro


Nenhum comentário:

Postar um comentário