sexta-feira, 28 de outubro de 2011

quinta-feira, 27 de outubro de 2011



' Uma vez eu disse que a nossa diferença fundamental é que você era capaz apenas de viver as superfícies, enquanto eu era capaz de ir ao mais fundo...'


Quero seguir livre, entende? 
Mesmo que isso me faça falta.
 Vou me esquivar de todo sentimento bom que eu venha a sentir,
 não levar nada a sério mesmo. 
Ficar perto,
 abraçar de vez enquando, 
sentir saudade, 
gostar um pouquinho. 
Mas amar não, amar nunca, amar não serve pra mim.
 Prefiro assim!

- Quem não procura, não sente falta, moço.
- Engano seu, pequena. A nostalgia tortura e todo dia o coração implora pedindo pra voltar
- Porque não volta, então?
- A saudade é grande, mas o orgulho é ainda maior, menina.

Meu silencio grita, meu olhar entrega, mas ninguém percebe.

domingo, 23 de outubro de 2011

sexta-feira, 21 de outubro de 2011


Se querem minha simpatia, sejam simpáticos.
 Mas se pedirem por brutalidade e ignorância, certamente terão. 
Aliás, é a serventia da casa
Não importa quem tu é, não importa o que tu me fez, me tratando bem, eu também trato.
 E se sou fria, distante, ou se me afasto, acredite, é sua culpa
Não sou de mudar com alguém em vão. 
Sou boa, mas também sei machucar. 
Não peça pra ver esse meu lado, porque certamente irá se arrepender. 
Cada um tem de mim o que merece, isso é certo.

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

quarta-feira, 19 de outubro de 2011


Ultimamente ando me irritando fácil demais
Deve ser porque eu cansei de ver coisas que não me agradam e ficar quieta, cansei de ver tanto fingimento estampado na cara das pessoas.
Cansei desse mundo que eu nem sei mais quem está sendo verdadeiro e quem não está.


As coisas podem até dar errado, mas não deve deixar ninguém definir seus limites a partir de sua origem .
O único limite é sua alma.

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

domingo, 16 de outubro de 2011


Na maioria das vezes, gosto de estranhos. 
A partir do momento que você conhece alguém de verdade, se decepciona tanto, que é mais confortante ficar no anonimato.
 Não me importo se você for indiferente comigo (já me acostumei muito com isso), só não omitam nada. 
Verdades são ásperas, mas estão aí para serem aceitas, e jamais questionadas. 
Já passei por muitas experiências por aqui, e ao contrário do que pensam, aprendi muito com isso. 
Então, se for me adicionar na expectativa de destruir corações, sinto informar que aqui já não existem mais sentimentos. 
Tudo é muito indiferente.
 Na verdade, tanto faz. 
Boa Sorte !

Mas quem cura a dor de um coração destruído?
 Como se cura a dor de uma confiança perdida?

quarta-feira, 12 de outubro de 2011


" A porta está fechada, não adianta bater.
E foi tão bom constatar que não me atinge mais.
Não me entristece, não me aborrece, não me tira o sono.
 Passa por mim.
Mas, não me atravessa.
 Foi-se o tempo.
E foi-se o tempo faz tempo.” 

sábado, 8 de outubro de 2011


" Tá reclamando do meu orgulho e do meu ciúmes?
Espera pra ver minha indiferença.”

“Tô resolvendo umas coisas aqui viu, esses negócios de sentimentos demonstrados demais meio que estraga.”

quinta-feira, 6 de outubro de 2011


Há muito pra fazer, não há mais tempo pra olhar pra trás.
Quatro por um.


Eu quero Te agradar Senhor!

As pessoas te deixam e menosprezam, mas Deus te exalta e te valoriza.

A menininha do vestido branco
Uma pequena menina, foi levada pela tia pra igreja e aceitou a Jesus. Chegando em casa ela falou com os pais assim: “ Pai deixa eu ser crente ? ” O Pai e a mãe disseram: ” De jeito nenhum, nós somos seguidores de Maomé.” Ela insistiu tanto que os pais falaram: ” Com uma condição, todo o culto que você for, quando você chegar em casa você vai tomar uma surra” ela falou “Tudo bem!” . Ela ia pro culto chegava em casa uma surra, ia pro culto chegava em casa outra surra. Um dia a tia deu pra ela um vestido branco e ela cantou na frente da igreja sozinha o primeiro solo dela aos 12 anos, ela tinha 1 aninho de convertida. Quando acabou o culto ela ficou com as coleguinhas, todo mundo feliz. O pai dela veio bêbado, pegou a menina e a espancou, diante da igreja, bateu a cabeça dela no meio fio e a machucou muito.Prenderam o pai. Então, a tia e o pastor pegaram a menina e coloram em um banco, tiraram o vestido branco dela enquanto ela ficava perdendo a consciência , perdia a consciência e voltava, então, naquele instante quando voltava a consciência ela falava ”Pastor cadê meu vestidinho?” o Pastor falou “esquece o vestido minha filha, ele ta todo sujo de sangue fica firme aguenta ai que o médico ta chegando” Ai ela apagava, ai ela acordava de novo e falava ” tia.. pastor me da o meu vestido, eu quero o meu vestidinho branco” e eles falavam “esquece o vestido ele ta todo sujo” isso aconteceu cinco vezes na quinta vez que aconteceu isso a menina falou : “Pastor eu estou vendo Jesus ali em pé e ele esta me dizendo que vai me levar agora, por favor, pelo amor de Deus, por tudo o que é mais sagrado, me da o meu vestidinho branco?” o pastor disse ” Porque?” ele foi lá pegou o vestido deu pra ela, ela abraçou o vestidinho só de calcinha e foi fechando os olhinhos pela ultima vez nessa terra e o pastor perguntou ” Mas porque você quer tanto esse vestido?” e as últimas palavras dela foram: ” Eu quero entrar com esse vestidinho sujo de sangue no céu, pra mostrar pra Jesus, que assim como um dia ele sangrou por mim, eu também sangrei por Ele.”

sábado, 1 de outubro de 2011

é muito verdade :/


“É melhor você viver sozinha do que somente sobreviver ao lado de alguém.”

Abençoadas sejam as dádivas generosas que nos surpreendem.
"Elas não sabem o quanto às vezes, tantas vezes, nos salvam de nós mesmos." 

Ana Jácomo